Voltar

5 (+1) sites para ler e admirar a obra de Fernando Pessoa

November 30, 2018 5:13 pm

Eis cinco recursos online de elevada qualidade, inteiramente gratuitos, para admirar, ler e mergulhar na obra de Fernando Pessoa. Estão aqui reunidos os melhores sites em que se encontram digitalizados, organizados, transcritos ou editados os textos do mais universal dos escritores portugueses, para visualizar, ler e descarregar.

A obra de Pessoa é vastíssima: ele deixou cerca de 27.000 papéis numa lendária arca, aquando do seu falecimento no dia 30 de novembro de 1935; ainda hoje existem milhares de documentos por publicar! Apesar de até à data nenhuma edição poder esgotar a produção pessoana, já se encontram disponíveis edições de elevada qualidade e, além das em papel, há digitalizações (de manuscritos, datilografados, etc.) e edições digitais gratuitas, como estas que aqui apresentamos.

Os critérios de escolha foram os seguintes: optámos por projetos realizados por universidades ou instituições culturais de reconhecida credibilidade; demos visibilidade a sites que oferecem um bom nível de interatividade e navegabilidade; privilegiámos projetos ambiciosos, que realizaram ou prometem dar um contributo significativo e duradouro à comunidade mundial (e plural, como Pessoa!) de leitores pessoanos; sempre que possível, escolhemos alguns sites bilíngues ou trilíngues, para benefício dos navegadores não lusófonos; selecionámos, quer edições transcritas e facilmente legíveis, quer «puras» digitalizações de manuscritos e documentos originais, para mostrar toda a beleza e a magia dos materiais e da caligrafia de Pessoa.

Para além dos 5 sites com escritos de Pessoa, oferecemos ainda um recurso preciosíssimo, único e imperdível para se complementar a leitura e o estudo deste grande escritor: a Biblioteca particular de Fernando Pessoa!

 

1) Espólio de Fernando Pessoa

Guardado na Biblioteca Nacional de Portugal (BNP), o espólio de Fernando Pessoa é constituído na grande maioria por documentos originais e autógrafos (manuscritos, datilografados, etc.) de Pessoa. Uma pequena mas importante parte destes documentos encontram-se digitalizados e disponíveis para consulta e download, no site da própria BNP, graças à coordenação técnica de Manuela Vasconcelos. Trata-se da obra do heterónimo Alberto Caeiro, dos originais do livro Mensagem (publicado em 1934) e dos cadernos que pertenceram a Pessoa. Apesar de não apresentar as transcrições dos documentos, este site é um verdadeiro tesouro e constitui um merecido monumento digital e institucional à obra do grande escritor. Ideal para quem quiser começar a (tentar) decifrar a escrita de Pessoa e para mergulhar na magia dos materiais e da caligrafia originais.

Comentário: etapa obrigatória.

http://purl.pt/1000/1/

 

2) Arquivo Pessoa

Entre 1997 e 2008 o Instituto de Estudos sobre o Modernismo da Universidade Nova de Lisboa realizou este utilíssimo site, que integra o portal MultiPessoa, e que ainda hoje constitui a mais simples e completa ferramenta para se ler a obra de Pessoa online, a partir de edições em papel cuidadosamente transcritas e organizadas em formato digital. A facilidade da navegação e pesquisa, a intuitiva organização (por heterónimos, temas, etc.), a elevada quantidade de textos publicados e ainda a possibilidade de download em PDF, fazem do Arquivo Pessoa um projeto longe de ser ultrapassado, apesar de algumas edições aqui disponibilizadas já terem sido desafiadas, no mercado e na academia, por outras mais recentes. A direção dos trabalhos é de Leonor Areal.

Comentário: (continua a ser) preciosíssimo.

27-11-18

http://arquivopessoa.net/

 

3) Arquivo Livro do Desassossego

Realizado pelo Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra, pela edição de Miguel Portela, este arquivo digital pretende ser um projeto colaborativo de edição e leitura do livro em prosa de Pessoa mais lido no mundo, o Livro do Desassossego, parcialmente publicado a partir de 1913 pelo seu autor e que saiu em livro, pela primeira vez, em 1982. Este interessantíssimo site publica os documentos originais, quatro edições entretanto publicadas em papel (e aqui reproduzidas), uma nova transcrição e inclui ainda a possibilidade do leitor/utilizador produzir a sua própria edição virtual. Muito original, relativamente fácil de navegar e ideal para comparar transcrições e edições. Para verdadeiros apaixonados!

Comentário: desassossego 2.0.

27-11-18 (trilíngue: português, inglês, espanhol)

https://ldod.uc.pt/

 

4) Edição digital de Fernando Pessoa

Pelo Projeto Estranhar Pessoa da Universidade Nova de Lisboa, em colaboração com a Universidade de Colónia, esta edição digital constitui um notável e ambiciosíssimo trabalho que, ao mostrar e disponibilizar os originais do espólio de Pessoa, assim como das obras que publicou em vida, faculta uma série de transcrições científicas de cada documento, muito útil, tanto aos investigadores que trabalham para editar e publicar a obra de Pessoa, como aos leitores que queiram descobrir em pormenor o labiríntico, surpreendente e desafiante trabalho de se publicar a obra pessoana a partir dos originais. O projeto, coordenado por Pedro Sepúlveda, encontra-se neste momento em fase inicial e apresenta-se como uma das tentativas mais vanguardistas e tecnologicamente avançadas para se editar Pessoa no século XXI, partilhando com o público toda a complexidade e o fascínio de se publicar a obra do génio lisboeta.

Comentário: Pessoa no futuro.

27-11-18 (trilíngue: português, inglês, alemão)

http://www.pessoadigital.pt/pt/index.html

 

5) Modern!smo: Fernando Pessoa

Ainda pelas mãos de investigadores da Universidade Nova de Lisboa, nomeadamente do IELT e pela coordenação de Fernando Cabral Martins, eis mais um projeto de arquivo digital pessoano que, apesar de, neste momento, se encontrar circunscrito a obras de Pessoa sobre «teoria poética», tem a vantagem de ser integrado num rico e abrangente portal de arquivo sobre a chamada Geração de Orpheu, isto é, o grupo de escritores e artistas modernistas que, liderados por Pessoa, marcaram a cultura lusa a partir das suas tertúlias nos cafés lisboetas, na década de 1910. Ideal para se ler e estudar Pessoa, a partir dos originais e com uma imediata ligação ao efervescente contexto cultural e intelectual onde a sua obra surgiu e começou a afirmar-se: revistas, imagens, outros artistas, bibliografias, etc.

Comentário: café literário digital.

27-11-18

https://modernismo.pt/index.php/arquivos/fernando-pessoa

Finalmente, last but not least, após os cinco sites contendo obras e textos de Pessoa, destacamos e partilhamos mais uma pérola do universo digital pessoano…

 

+1) Biblioteca particular de Fernando Pessoa

Projeto pioneiro coordenado por Jerónimo Pizarro, Patricio Ferrari e Antonio Cardiello, no contexto de uma colaboração entre Casa Fernando Pessoa e Centro de Linguística da Universidade de Lisboa. A digitalização e disponibilização online da Biblioteca particular de Fernando Pessoa constituiu em 2010 uma pequena grande revolução digital pessoana, permitindo a leitores, apaixonados e curiosos de poder visualizar, ler e descarregar cerca de 1.300 livros originais (em formatos JPG e PDF), lidos por Pessoa (ou que lhe pertenceram) durante a sua vida. O mais fascinante disso tudo é a presença de abundantes anotações, comentários, sublinhados, e até poemas e textos inéditos de Pessoa, que se encontram manuscritos nas margens, contra capas e páginas dos livros que Pessoa lia e que intimamente dialogam com a sua obra, e que fazem parte dela, em vários casos. A biblioteca está muito bem organizada e o portal integra fichas de estudo e comentário crítico. Uma verdadeira mina de cultura para se penetrar o percurso intelectual do escritor. O projeto integra o site da Casa Fernando Pessoa.

Comentário: inestimável.

27-11-18 (bilíngue: português, inglês)

http://bibliotecaparticular.casafernandopessoa.pt

E agora… só falta desejar a todos uma boa leitura e bom mergulho, digital, na obra de Fernando Pessoa!

Fabrizio Boscaglia

Voltar